BEM VINDO À REDE D'OR SÃO LUIZ

Fale Conosco

O que você procura

Sua Saúde


13/06/2017 - Lavar as mãos corretamente evita doenças


 
 As mãos são consideradas mundialmente vetores de microrganismos. Especialistas alertam que o hábito de higienização contribui para eliminar estes causadores de doenças e, consequentemente, prevenir a transmissão dos mesmos, portanto, higienizar as mãos deve ser uma atividade frequente. Há duas formas de higienização das mãos: uso de água e sabão, e o uso de soluções alcóolicas associadas a emolientes, como gel e glicerina. Assim, na impossibilidade de lavar as mãos, a limpeza pode ser feita com soluções alcoólicas, que tem a mesma eficácia.
 

- É comum que as pessoas tenham o cuidado de lavar as mãos antes das refeições, mas há outras oportunidades que devem ser lembradas. Objetos e superfícies comuns podem ser grandes fontes de disseminação de agentes infecciosos como maçanetas, corrimãos, apoios em transportes, assim como dinheiro. É importante destacar que as mãos são as principais vias de transmissão de muitas doenças e que precisam ser higienizadas sempre que houver situações de risco e quando estiverem visivelmente sujas – enfatiza Dr. Paulo Furtado, infectologista do Hospital Niterói D’Or.
 

Além do ambiente comum, o cuidado deve ser redobrado nas unidades de assistência à saúde, como hospitais, onde há risco de transmissão cruzada, ou seja, a disseminação de agentes infecciosos como bactérias e vírus, por intermédio das mãos de uma pessoa saudável (profissionais de saúde e visitantes) para uma pessoa suscetível (pacientes). Portanto, a higienização das mãos se faz ainda mais necessária.

   

O infectologista Paulo Furtado destaca as seguintes questões:


Quais são as principais doenças que podem ser transmitidas?

Todas as doenças infecciosas podem ser veiculadas por intermédio das mãos. Podemos destacar algumas mais  comuns: gripe, conjuntivite, doenças de pele e gastroenterites.


Por que lavar as mãos é uma prática tão importante?

Há casos em que não nos damos conta de que as mãos estão sujas, pois as bactérias e microrganismos não podem ser vistos a olho nu. Portanto, é preciso que estejamos atentos que o ato de lavar as mãos remove as impurezas, suor e oleosidade, além das células mortas, que propiciam ambiente de proliferação de bactérias, fungos e vírus.

 
Em quais casos o álcool em gel pode ser usado?

O álcool tem a mesma eficácia da água e sabão. No entanto, não remove sujidade. Outra diferença está no tempo: para higienizar corretamente as mãos com produtos alcoólicos necessita-se de 30 segundos, enquanto é necessário maior tempo quando do uso  de água e sabão.


Quando se deve higienizar as mãos?

As ações de higiene das mãos são mais eficazes quando a pele das mãos é livre de lesões/cortes, as unhas estão no tamanho natural, curtas e sem esmalte, e as mãos e antebraços sem adereços e descobertos.


Lavar as mãos deve fazer parte da rotina de todos, especialmente nas seguintes ocasiões:

- Antes de comer ou manusear alimentos;

- Após ter utilizado as instalações sanitárias;

- Após assoar o nariz, tossir ou espirrar;

- Antes de efetuar qualquer ação que inclua o contato com mucosas corporais (por exemplo, colocar ou retirar lentes de contato);

- Após tocar animais ou seus dejetos;

- Após manusear resíduos (por exemplo, lixo doméstico);

- Após usar transportes públicos;

- Antes e após tocar doentes ou feridas (cortes, arranhões, queimaduras, etc.);

- Antes e após uma visita a um doente internado (hospital ou outra instituição).
 
 

Como lavar as mãos de forma correta?

- Retire todos os acessórios (anéis, pulseiras, relógios);

- Para secar as mãos, sempre que possível, opte por toalha de papel;

 

- Em ambientes públicos, feche a torneira com papel ou com o antebraço.