BEM VINDO À REDE D'OR SÃO LUIZ

Fale Conosco

O que você procura

Notícias


03/07/2018 - Rede D’Or terá prédio de 16 andares e mais 242 leitos

 

A Rede D'Or está investindo R$ 200 milhões em novos projetos e na expansão de sua rede está construindo um novo hospital em Santa Rosa, na Zona Sul de Niterói. No pacote está a construção de um novo prédio de 16 andares que deve ser iniciada ainda este ano, em terreno anexo ao atual, nas esquinas das ruas Santa Rosa e Mariz e Barros com o total de área construida de 35.600 metros quadrados, e as obras devem ser concluídas até 2019. O múmero de leitos saltará dos atuais 58 para 300, na unidade, que atende, hoje, uma média de 2.500 pacientes por mês na emergência Após a ampliação, a previsão é que este número suba para 12 mil no mesmo periodo.


“A demanda por assistência de qualidade e o objetivo da RDSL em oferecer aos moradores da cidade — usuários da saúde suplementar, um hospital de grande porte, motivou a ampliação do Niterói D'Or, fundamentada em maior capacidade em estrutura fisica e investimento em modernidade, compativeis aos maiores hospitais na cidade do Rio de Janeiro. Ou seja, o objetivo é que os niteroienses disponham da plenitude dos serviços da Rede D'Or São Luiz. Como a atual estrutura não comporta mais qualquer tipo de ampliação, decidimos construir um novo prédio partindo do *zero"”, afirma a direção da Rede D'Or, Segundo o diretor executivo Guilherme Villa, a Rede D'Or São Luiz (RDSL) começou a operar na cidade de Niterói no ano de 2010, inicialmente em parceira com a Clínica Flumiandares e mais 242 leitos COM NOVO prédio, 12 mil pacientes serão atendidos por més nense de Cirurgia Plástica. Naquela ocasião, o hospital era chamado de Clínica Fluminense e, para que pudesse funcionar como um hospital geral, foram realizadas ampliações e adaptações no prédio existente. Em 2013, a RDSL adquiru o negócio e surgiu o Hospital Niterói D'Or.

“A intenção da Rede D'Or é oferecer à população de Niterói um hospital com a estrutura fisica, parque tecnológico eserviços que caracterizam os hospitais da Rede D'Or São Lutz e que seja 100% preparado para atender pacientes de alta complexidade. Será um hospital geral, capacitado para atender todas as especialidades médicas e realizar qualquer tipo de procedimento, aí incluido o tratamento oncológico, cirúrgico e cardiológico de alta complexidade”, contou Villa.

Ele explica que o trabalho para que a expansão acontece de forma integrada à estrutura pré-existente, tanto em termos de identidade da construção quanto no que se refere aos fluxos internos e extemos. “A equipe de arquitetos envolvidos trabalhou os ambientes seguindo uma tendência de humanização dos espaços com a adoção de materiais, mobiliáros e cores que traduzem sensorialmente ideais de conforto, hospitalidade e elegância. Queremos minimizar sensações geralmente desagradáveis que são intrinsecas às unidades assistenciais combinando elementos que traduzam a sensação de acolhimento aos pacientes”, disse o diretor.

Sobre a sustentabilidade da edificação, Villa afirmou que adotou o aproveitamento da água das chuvas na urigação dos jardins e lavagem de pátios e das calçadas, sistemas que aproveitam o calor gerado pelos equipamentos para o aquecimento de água e materiais de fachada que contribuem para a melhoria energética dos sistemas de condicionamento de ar.

“No total chegaremos a cerca de 42 mil metros quadrados.
Com o novo prédio, o número de lentos da instituição passará de 60 para 3717, concluiu, HOSPITAL DE ICARAÍ Já o projeto de ampliação do Hospital Icaraí está em fase de licenciamento junto à Prefeitura de Niterói, “Com a evolução das licenças e revisão do projeto, em breve divulgaremos maiores detalhes sobre o empreendimento na região”, informou o diretor administrativo do Hospital Icarai, Sávio Tinoco. Atualmente um dos mais conceituados da cidade, o Hospital de Icaraí sentiu a necessidade de expansão e adquiriu dois prédios na Rua Princesa Isabel que, anexados, permitirão a criação de mais de 100 leitos.