BEM VINDO AO REDE D'OR SÃO LUIZ

Fale Conosco

O que você procura

E-Saúde


30/05/2017 - Intensivistas: IDOR integra grupo de pesquisa internacional


 

 
 
Criar uma rede de pesquisa com foco em pacientes graves com imunodepressão. Esse objetivo uniu cientistas do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e de outras instituições de destaque internacional, entre elas as universidades de Paris, Ghent e Toronto, Mayo Clinic e Memorial Sloan Kettering Cancer Center. Há dois anos eles trabalham juntos no chamado Nine-i, um time que inclui alguns dos mais renomados centros de estudo em terapia intensiva, câncer, transplantes e outras áreas.
 
 
Hoje o grupo conta com cerca de 30 organizações participantes e, em um de seus estudos recentes, teve a colaboração de mais de 200 instituições. Jorge Salluh e Márcio Soares, pesquisadores do IDOR, são membros fundadores do Nine-i e lideram os estudos na área de desfecho em pacientes com câncer, fatores organizacionais e benchmarking. Anualmente, os cientistas se reúnem em Paris para apresentar os resultados mais recentes e traçar os próximos passos.
 

"Nós já trabalhávamos em parceria com centros internacionais há mais de dez anos. Porém, por mais que tivéssemos um grande número de pacientes, íamos refletir apenas a realidade dos nossos hospitais. Por isso, gradativamente, fomos desenvolvendo outras colaborações", explica Jorge Salluh.
 
 
Nos estudos realizados para o Nine-i, os pesquisadores do IDOR privilegiam a participação dos hospitais da Rede D'Or São Luiz (RDSL). Com isso, é possível dar capilaridade nacional à pesquisa e, ao mesmo, visibilidade internacional ao trabalho da Rede em terapia intensiva. Além disso, os estudos são desenvolvidos em conjunto com os alunos da pós-graduação do IDOR, permitindo uma ponte real entre ensino, pesquisa e prática nas organizações de saúde.
 

Para Salluh, a ferramenta digital utilizada para monitorar a qualidade das UTIs é um dos diferenciais da RDSL para a integração entre pesquisa e assistência. "A Rede tem um grande banco de dados, com informações estruturadas. Isso ajuda a desenhar e propor estudos por causa da riqueza de informações clínicas e epidemiológicas sobre pacientes, qualidade assistencial, eficiência e performance das unidades de tratamento intensivo", destaca.


Estudos e artigos

A longa relação entre pesquisadores do IDOR e de outros países rendeu diversos estudos e artigos internacionais. Conheça alguns dos mais recentes:

Focus on immunocompromised patients. Azoulay E, Soares M, Benoit D. Intensive Care Med. 2016 Mar;42(3):463-5. doi: 10.1007/s00134-016-4224-8. Epub 2016 Jan 28. 

Effects of Organizational Characteristics on Outcomes and Resource Use in Patients With Cancer Admitted to Intensive Care Units. Soares M, Bozza FA, Azevedo LC, Silva UV, Corrêa TD, Colombari F, Torelly AP, Varaschin P, Viana WN, Knibel MF, Damasceno M, Espinoza R, Ferez M, Silveira JG, Lobo SA, Moraes AP, Lima RA, de Carvalho AG, do Brasil PE, Kahn JM, Angus DC, Salluh JI. J Clin Oncol. 2016 Sep 20;34(27):3315-24. doi: 10.1200/JCO.2016.66.9549. Epub 2016 Jul 18.
 
Personalized treatment of severe pneumonia in cancer patients. Rabello LS, Lisboa T, Soares M, Salluh JI.  Expert Rev Anti Infect Ther. 2015;13(11):1319-24. doi: 10.1586/14787210.2015.1085304. Epub 2015 Sep 7. Review.
 
Characteristics and Outcome of Patients After Allogeneic Hematopoietic Stem Cell Transplantation Treated With Extracorporeal Membrane Oxygenation for Acute Respiratory Distress Syndrome. Wohlfarth P, Beutel G, Lebiedz P, Stemmler HJ, Staudinger T, Schmidt M, Kochanek M, Liebregts T, Taccone FS, Azoulay E, Demoule A, Kluge S, Svalebjørg M, Lueck C, Tischer J, Combes A, Böll B, Rabitsch W, Schellongowski P; Intensive Care in Hematologic and Oncologic Patients (iCHOP).; Caring for Critically Ill Immunocompromised Patients Multinational Network (NINE-I). Crit Care Med. 2017 May;45(5):e500-e507. doi: 10.1097/CCM.0000000000002293.